domingo, 21 de abril de 2024

A festa criativa dos gravadores livres

 

A Vila Cultural Cora Coralina inaugura nesta terça-feira (18/10), às 18h, a exposição “Encarnado”, do Grupo de Pesquisa Ateliê Livre de Gravura. A coletiva é composta por cerca de 150 obras, de 18 gravadores, em diferentes técnicas e temáticas, mas com a cor vermelha perpassando cada produção. A visitação ao público fica aberta até dia 2 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h, com entrada gratuita.

 

A mostra traz trabalhos dos artistas Zé César, Xica, Vinícius Yano, Verônica Noriega, Suely Lima, Simone Simões, Paulo Caetano, Mari Soares, Márcio Jr, Luciene Lacerda, Ilda Santa Fé, Helder, Amorim, Filomena Gouveia, Edith Lotufo, Doris Pereira, Augusto César e Adriana Mendonça, que produziram imagens gravadas a partir do vermelho, cor que pode significar a vida, e representar também a morte. A expectativa do grupo é dar visibilidade a seus movimentos de amadurecimento na arte e na vida.

 

O professor Zé César, orientador do grupo, conta que a iniciativa é um passo na direção do ato de conviver e produzir coletivamente. Tudo começou com uma carga horária de orientação ofertada aos alunos de graduação e de pós-graduação  que estariam trabalhando na sala de gravura e disponível para qualquer dinâmica. Assim, os estudantes  foram chegando e se juntando a ideia. A mostra tem curadoria compartilhada por Gilmar Camilo e os 18 artistas participantes, e coordenação da artista e gravadora Célia Gondo.

 

 

A orientação era horizontal, como uma conversa ao pé do fogão, uma festa na cozinha, e foi atraindo mais gente. Desses alunos, alguns vieram um dia, outros muitos dias, e foram ficando, e produzindo, alguns mais, outros menos, sem hierarquias, mas com camaradagem. E isso atraiu gente de fora da faculdade de arte, e de fora da universidade. Um dia, o professor Zé César declarou que o ateliê era livre. Estava “fundado” o Ateliê Livre de Gravura.

 

Dos estudantes e colaboradores que persistiram e ficaram, em 2013, organizaram uma primeira exposição, “Projeto Gravado”, na Galeria Potrich. A partir daí, seguiram-se outras mostras. Cada artista tem seus projetos particulares, individuais, e os comuns, baseados no ato de gravar e imprimir.

 

 

Serviço:

Exposição: “Encarnado” – Coletiva do Grupo de Pesquisa Ateliê Livre de Gravura

Abertura: Terça-feira (18/10), das 18 às 20h30

Visitação: 18/10 a 02/11, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h

 

Onde: Vila Cultural Cora Coralina – Centro

 

Entrada gratuita

 

Com: Secretaria de Estado da Cultura

 

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

2 comentários em "A festa criativa dos gravadores livres"

Deixe uma resposta