quinta-feira, 18 de julho de 2024

A folia de Reis que virou filme

 

Foliões que contribuíram com a produção do filme “Folia de Reis de Corumbajuba”, distrito de Orizona (a 137,3 km de Goiânia), irão assistir em primeira mão nesta sexta-feira (05/01) ao curta-metragem, realizado pela Skambau Produções. Com direção de Manoela Barbosa, o filme conta com apoio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), por meio do Edital de Patrimônio Material e Imaterial do Fundo de Arte e Cultura de Goiás (FAC/2023).

 

De acordo com a diretora Manoela Barbosa, a audição para a comunidade integra um momento fundamental para o fechamento da obra, que com esta sessão receberá as considerações da comunidade sobre o produto final. “Cada um dos foliões que aparecem no nosso filme fazem parte de um mosaico importante de preservação da cultura religiosa que resiste na área rural de Orizona e se consolida, ano após ano, como uma tradição popular com potencial turístico para a cidade”, explica.

 

O filme será exibido na Capela do Distrito de Corumbajuba para a comunidade, seguido de discussão sobre o material apresentado e, caso necessário, listadas alterações antes do lançamento. Durante as gravações, realizadas em outubro de 2023, foram reunidas 250 pessoas, entre foliões, membros da comunidade e equipe técnica.

 

Patrimonialização

Nos últimos anos, o Governo de Goiás tem focado esforços para a construção de políticas públicas de valorização dessas manifestações culturais, incluindo-as no Calendário Oficial e iniciando um processo de reconhecimento delas enquanto patrimônio cultural e imaterial de Goiás.

 

Em setembro de 2023, o governador Ronaldo Caiado sancionou a Lei Estadual nº 22.270, de autoria do deputado estadual Amilton Filho, que  reconhece a Festa do Divino Espírito Santo e a Folia de Reis como patrimônio cultural imaterial goiano. O processo de patrimonialização também inclui o mapeamento e o registro destas manifestações. Com este filme, a Skambau atua neste sentido.

 

 

SINOPSE

Folia de Reis de Corumbajuba (2023)

Roteiro e Direção: Manoela Barbosa

Duração: 20 minutos e 33 segundos

 

Em Orizona, no distrito de Corumbajuba, um grupo de foliões se reúne anualmente, na segunda quinzena de julho, para girar a Folia de Reis, levando de casa em casa as bandeiras de Santos Reis. No passado, o grupo realizava a folia nos meses de dezembro e janeiro, mas diante das condições climáticas e da maturidade etária do grupo, que devido a exposição às chuvas adoecia no período, passaram a realizá-la em julho. Este processo de preservação e reconstituição das condições necessárias para o festejo vem reforçando os laços familiares e a participação de jovens que retornam sempre no período para aprender, celebrar e participar. Com as memórias de foliões e sentimentos acerca da folia, este curta faz um giro pela fé e cultura dos participantes, evidenciando a importância desta tradição para a comunidade. O filme conta com legenda e tradução em libras.

 

Produção Executiva: Manoela Barbosa

Pesquisa: Vicente Felismino, Eurípedes Alves de Oliveira e Manoela Barbosa

Produção: Arthur Abreu, Eurípedes Alves de Oliveira, José Barbosa Sobrinho, Marilda Suita Batista Barbosa, Rui de Castro e Vicente Felismino.

Captação de imagem: Arthur Abreu, Patrícia Alves da Silva e Raphael Gustavo da Silva

Direção de Fotografia: Patrícia Alves da Silva

Direção de Som: Raphael Gustavo da Silva

Edição, Montagem e Legendas: Vanessa Goveia

Transcrição: Patrícia Alves da Silva

Intérprete de Libras: Ana Claudia Pereira da Silva Menezes

Designer gráfico: Arthur Abreu

Fotografia e produção de vídeos: Michelly Matos

Assessoria de imprensa: Narelly Batista

 

SERVIÇO

Sessão Teste do filme “FOLIA DE REIS DE CORUMBAJUBA”

Data: 05/01/2024

Horário: 19h

Local: Capela de Corumbajuba em Orizona, Goiás

 

Com Secretaria de Estado da Cultura – Governo de Goiás

 

 

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta