quinta-feira, 18 de julho de 2024

A Metamorfose nossa de cada dia

 

Nos dias 20 e 21 de junho, quinta-feira, às 21h, e sexta-feira, às 14h, o espetáculo Metamorfose será apresentado no Teatro Goiânia Ouro. Criado pelo artista multilinguagem Gustavo Silvestre, em parceria com o diretor teatral João Bosco Amaral, a obra retorna aos palcos goianienses. Os ingressos são gratuitos e devem ser retirados na bilheteria do Teatro.

 

Inspirado no livro A Metamorfose, de Franz Kafka, a criação combina dança, teatro e audiovisual em uma experimentação imersiva e contemporânea. Na literatura, Kafka conta a história de um homem que um dia se vê transformado em um inseto monstruoso, desencadeando reações marcadas por momentos de aceitação e ódio.

 

No espetáculo cênico, a narrativa aborda a experiência de um ser que, ao acordar, não reconhece mais seu próprio corpo, perdendo mobilidade e comunicação, e precisando se reorganizar e se adaptar. O espetáculo explora a opressão das estruturas, arquétipos e símbolos de poder, e os confrontos com sonhos, desejos e medos.

 

O solo de dança de Gustavo Silvestre, que recebeu o prêmio de júri popular no Festival Imaginarius em Portugal e foi o único brasileiro convidado para o Buffer Fringe Festival no Chipre, realizou uma circulação nacional em 2023. Em 2024, a turnê desse espetáculo já passou por cidades como Belém, Porangatu e Cidade de Goiás, e após Goiânia ainda seguirá para Anápolis,  Brasília, Palmas e Belo Horizonte.

 

Sobre o Artista

Gustavo Silvestre é um artista multilinguagem nas áreas de teatro, dança e audiovisual. Graduado em Artes Cênicas e Cinema, atuou em companhias como Cia Mário Nascimento, Cia de Dança Palácio das Artes e Quasar Cia de Dança. Em sua carreira solo, participou de importantes festivais internacionais, como o Buffer Fringe Festival no Chipre, e recebeu o prêmio especial do júri popular no Festival Imaginarius em Portugal por Metamorfose.

 

Ficha Técnica:

Criação e interpretação: Gustavo Silvestre; Direçãod e cena e Designer de Luz: João Bosco Amaral; Direção de Fotografia: Larry Machado; Trilha Sonora Original: Rodrigo Flamarion; Figurino: Cláudio Livas; Maquiagem: Izabelle Eleonora; Cenário: Lino Araújo; Assistentes de Filmagem: Bruna Chamelet, Elayne Sant, Wesley Rezende; Produção Local: Marci Dornelas; Assistente de Produção: Wanderson Gaspar; Edição e Produção Executiva: Gustavo Silvestre.

 

Com: Ana Paula Mota e Nádia Junqueira

Foto: Rubens Neto

 

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta