segunda-feira, 17 de junho de 2024

A noite de premiação do cinema independente

Após cinco dias intensos de mostras, debates, palestra e oficinas,  a segunda edição do Festival Internacional de Cinema de Goiânia revelou os premiados durante cerimônia realizada no Cine Lume Ritz, no centro de Goiânia. A diversidade foi a palavra-chave desta edição, que apresentou 43 produções goianas, nacionais e internacionais cuidadosamente selecionadas entre mais de três mil inscritas.

 

As mostras competitivas Origens e Ruptura premiaram longas e curtas escolhidos pelo júri oficial e júri popular. Na categoria Origens, o longa-metragem “Granada”, do cineasta goiano  Benedito Ferreira,  conquistou o troféu. Na mesma mostra, “Pensão Alimentícia”, da diretora goiana Silvana Belini, levou o troféu de melhor curta-metragem. As menções honrosas das mostras Origens e Ruptura foram respectivamente para os curtas “Transformação de Identidades da Noite”, do goiano Patrick Mendes, e “Mediterranian Dreams, do iraniano Misagh Bahraloloomia.

 

Já na Ruptura, houve um empate técnico na categoria longa-metragem entre “The Scent of The Wormwood”,  “Môa: Raiz Afro Mãe,” e “Mais Pesado é o Céu”. O troféu de melhor curta-metragem da Ruptura foi para a animação baiana “Jussara”, de Camila Ribeiro. O Júri Popular teve suas próprias escolhas, conferindo ao longa “Capim Navalha”, de Michel Queiroz,  e ao curta “Dançando com as letras”, de Nayara Tavares, ambos goianos, os merecidos reconhecimentos.

 

Para dar continuidade ao projeto e fomentar a cultura audiovisual em Goiás,  a produtora do festival, CSD Filmes, realizará em  março de 2024 a primeira edição do Giff Interiores, uma mostra itinerante com alguns  filmes vencedores do II Giff. A mostra ocorrerá nas cidades de Nova América de Goiás e Matrinchã, cidades com menos de 5 mil habitantes e fora da região metropolitana de Goiânia.

 

Sobre o Festival Internacional de Cinema de Goiânia

 

Promovido pela produtora goiana CSD  Filmes, e patrocinado com recursos do Programa Goyazes 2023 e Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás, com investimentos da Compleite, Lojas TBT Mais e Leve Supermercados. Possui apoio da Secult Goiânia, Universidade Estadual de Goiás, Instituto Federal de  Goiás, Universidade Federal de Goiás, Instituto Gustav Ritter, Vila  Cultural Cora Coralina, É Nóis Ki Tá Produções, DAFUQ Filmes, Cine Lume Ritz Goiânia e FunHouse.

 

Em 2023, foram exibidos 43 filmes vindos de Goiás, do Brasil e do mundo. As seis mostras, Origens, Ruptura, Fronteiras Abertas, Giffinho, Outras Narrativas e Acessibilidade, contemplaram longas e curtas que transportaram o público  para cenários inexplorados, os fizeram emocionar, refletir e acima de tudo, conhecer diferentes universos do cinema independente.  Além disso, o II Giff promoveu a palestra “ Cadeia de comercialização de filmes”, com Barbara Sturm, e as oficinas “Introdução à Direção de Fotografia – O Comportamento da Câmera” com Larry Machado e “Música e som como elementos narrativos no cinema”, com Laureano Nazar.

 

GIFF online: @festivalinterdegoiania

Com Talita Prudente

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta