sábado, 18 de maio de 2024

A preparação para as Cavalhadas

 

As Cavalhadas de Pirenópolis serão realizadas no Módulo Esportivo do município, na GO-338, nos dias 19, 20 e 21 de maio. A decisão aconteceu durante reunião realizada no Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan) do município, com integrantes da festa, além de servidores do Iphan, do Ministério Público, da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Pirenópolis, Governo de Goiás, além da Banda Phoênix e Comissão de Folclore.

 

Manifestação cultural-religiosa que possui o registro de patrimônio imaterial do Iphan, as Cavalhadas de Pirenópolis são realizadas pela comunidade, prefeitura e diversas entidades, com apoio e fomento do governo estadual. “Estamos preparados para deixar qualquer local escolhido pela cidade apto e seguro para realização dos folguedos”, ressalta Yara Nunes, secretária de Estado da Cultura.

 

 

Mesmo com a mudança do local do evento, equipes da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) devem continuar com as obras no Cavalhódromo de Pirenópolis, que começaram no início do ano. “Nosso trabalho continua no local, mas o período chuvoso, que se estendeu este ano, prejudicou o andamento”, explica Bruna Arruda, superintendente de Patrimônio Histórico e Artístico da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

 

Circuito das Cavalhadas
O Circuito das Cavalhadas em 2024 terá recursos ampliados pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). Este ano, serão investidos R$ 4 milhões para a realização da festa em 15 municípios goianos: Cidade de Goiás, Corumbá de Goiás, Crixás, Hidrolina, Jaraguá, Luziânia, Niquelândia, Palmeiras de Goiás, Pilar de Goiás, Pirenópolis, Posse, Santa Cruz de Goiás, Santa Terezinha de Goiás, São Francisco de Goiás e Silvânia.

 

Fotos: Secult

Secretaria de Estado da Cultura – Governo de Goiás

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta