terça-feira, 23 de abril de 2024

Arte digital no subsolo do Renascimento

 

No berço do Renascimento surgiu um novo espaço que esbanja tecnologia sem invadir o espaço de um passado de arte e arquitetura suntuosas a perder de vista. Trata-se do Rifugio Digitale, uma galeria para arte digital inaugurada em Florença. O local é um antigo túnel, projetado em 1943, que serviu de abrigo antiaéreo durante os bombardeios da Segunda Guerra Mundial. À época foi batizado de Rifugio della Fornace, por estar localizado em via homônima.

 

Como era antes

 

Ressuscitado, o espaço super contemporâneo, que contrasta com a Florença instalada no nível do chão, abriga o encontro da arte com a tecnologia. Foi projetado pelo estúdio Archea Associati e abriga exposições virtuais de todas as vertentes da arte, com olhar apurado para o futuro e o que de mais vanguardista poderá dele ser extraído.

 

Foto da mostra Carnicola

 

Tem lugar por lá a arquitetura, fotografia, literatura, cinema e qualquer outra iniciativa ligada ao mundo digital, assim como eventos e espetáculos artísticos – tudo que estiver em sintonia com o mundo digital. As obras são reproduzidas em 16 telas ao longo dos 33 metros do túnel para uma experiência interativa o mais real possível. É a nova modalidade de galeria de arte que ganha cada vez mais espaço e está sempre em mutação.

 

 

CanicolaEm cartaz a partir de hoje, mostra do fotógrafo Piero Percoco, nascido em Bari, na Puglia, em 1987. Ele leva para os telões digitais a exposição Canicola (Onda de Calor), com curadoria de Irene Alison e Paolo Cagnacci. O profissional das lentes capta imagens super naturais, sejam elas de paisagens, pessoas ou de um prato de pasta fresca. É a realidade nua, crua, à bolonhesa e com cheiro de limão Siciliano.  

 

De 30 de março a 23 de abril | Qua – Dom das 11 às 19 horas.

 

Refúgio Digital
via della Fornace 41 – Florença, 50125
Visitas de quarta a domingo das 11h às 19h. Entrada livre.
info@rifugiodigitale.it

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avatar

Este post foi escrito por: Anna Paula Guerra

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

3 comentários em "Arte digital no subsolo do Renascimento"

Deixe uma resposta