domingo, 14 de julho de 2024

Ave rara se reproduz na Serra Dourada

 

A menor coruja do Brasil, depois de 50 anos, é redescoberta na mesma coordenada da Serra Dourada, na Cidade de Goiás. O Caburé-miudinho (Glaucidium minutissimum) é uma das menores corujas do mundo, com tamanho e peso comparável à de um pardal (Willian Menq – Aves de Rapina do Brasil).

 

É endêmica da Mata Atlântica, encontrada apenas nas florestas do sul da Bahia ao Paraná, leste de Santa Catarina, além do extremo leste do Paraguai. No entanto, em 1972, foi coletada pelo então ornitólogo húngaro José Hidasi e com suas informações preciosas foi fotografada, em 2004, por mim, nas cercanias da Serra Dourada em Córrego do Ouro, Mozarlândia e Mossâmedes.

 

 

No ano de 2019, durante um levantamento de fauna na região de Jataí no centro sul de Goiás, foi novamente registrada pelo biólogo Willian Menq e, por último agora, na cidade de Goiás, seguindo as instruções geográficas deixadas pelo então ornitólogo José Hidasi, foi redescoberta num dos enclaves da Serra Dourada, durante uma incursão minha e do também naturalista e observador de aves, Joseferson Gomes de Oliveira.

 

A boa notícia chega não só do seu registro na área, mas também por descobrir que a rara avezinha está se reproduzindo ali nas escarpas intocáveis da majestosa e centenária Vila Boa.

 

 

Nunes D´Acosta é fotógrafo, naturalista e observador de aves

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

1 comentários em "Ave rara se reproduz na Serra Dourada"

Deixe uma resposta