quinta-feira, 18 de julho de 2024

Café com Sueli Arantes

 

Forçação de barra  — O presidente da Assembleia Legislativa, Bruno Peixoto sonha dormindo e acordado com a prefeitura de Goiânia. Além de caçar aliados com lanterna de led, ocupa todo o espaço do portal da Assembleia com elogios à sua agenda. Da primeira a última notícia só se lê notas positivas do deputado. Só para lembrar: o que é demais passa do ponto. Além disso, é o melhor caminho para se queimar no fogo da frigideira.

 

 

 

Veneno 

 

Um jornal online de Goiânia se superou nas suas conhecidas maldades. Uma de suas chamadas de capa afirmou que o ex-governador Marconi Perillo poderá ser vice-prefeito da capital na chapa de Vanderlan Cardoso. Aqui não há desmerecimento por parte de Vanderlan, mas sim rebaixar quem já foi deputado estadual, deputado federal, senador e governador por três vezes.

 

 

 

Ritmo acelerado 

 

O governador Ronaldo Caiado voltou da viagem de descanso ligado no 220w. Desde que reassumiu o governo, ele cumpre uma acelerada e intensa agenda de compromissos no interior do estado, em Goiânia e Brasília.

 

 

 

Candidatura encorpada  

 

Uma provável postulação da primeira-dama Gracinha Caiado ao Senado ganha corpo na base caiadista. Prefeitos e deputados dos partidos aliados ao governo defendem quase que com unanimidade o nome dela para a disputa de uma das duas vagas que vão se abrir em 2026.

 

 

 

Olho na base  

 

O ex-governador Marconi Perillo articula em tempo integral a reorganização do PSDB no interior do estado. O objetivo é fortalecer a legenda na eleição municipal, de olho em 2026.

 

 

 

Ladeira abaixo  

 

Ainda sem encontrar o rumo do mandato em Brasília, o deputado federal Ismael Alexandrino (PSD) tem uma atuação apagada e inexpressiva. Além disso, perde prestígio junto ao Palácio das Esmeraldas, por causa de declarações desastradas.

 

 

 

 

Sujeito oculto 

 

Eleito de forma surpreendente para o Senado em 2024, o empresário Wilder Morais ainda não mostrou serviço no Congresso Nacional. Não marca presença como nome de oposição ao governo Lula nem se destaca na defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro.

 

 

 

 Trabalho de base  

 

O vice-governador Daniel Vilela está cumprindo à risca uma agenda de trabalho, em sintonia com o governador Ronaldo Caiado, para sacramentar uma provável candidatura ao governo em 2026.

 

Avatar

Este post foi escrito por: Sueli Arantes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta