domingo, 14 de julho de 2024

Café com Sueli Arantes

 

 

Na pista

 

Embora não declare a abertamente, o governador Ronaldo Caiado (União)  já cumpre agenda de pré-candidato a presidente da República, cruzando o país para debater temas da pauta nacional. A discussão sobre a reforma tributária e a participação em evento do Lide em Washington também entram nesse roteiro. O nome de Ronaldo Caiado, aliás, já é incluído na lista de presidenciáveis na imprensa nacional.

 

Trampolim

 

Decidido a ser candidato ao governo em 2026, o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) aposta as fichas no fortalecimento do PSDB nas eleições municipais de 2024. Dois nomes de peso, por exemplo, vão para o ninho tucano: o prefeito de Goianésia, Leonardo Menezes, que tentará a reeleição; e Hélio Lopes, ex-presidente da Apae de Anápolis, virtual candidato a prefeito da Manchester goiana.

 

Padrinho

 

Também em Goiânia, Marconi planeja lançar candidato próprio do PSDB à prefeitura. O nome mais forte no momento é do jornalista Matheus Ribeiro.

 

 

Pato manco

 

O prefeito Rogério Cruz (Republicanos) ainda derrapa no comando da prefeitura de Goiânia. A gestão dele continua sendo alvo de críticas por grande parte da população. Na gíria da política norte-americana, é um pato manco, ou seja, um governante mal avaliado e sem força eleitoral.

 

 

Ladeira abaixo

 

Surpresa na eleição de 2012 e guindado ao cargo de senador cercado de muita e expectativa e esperança, Wilder Morais (PL) é a grande decepção política de 2023. Com produção legislativa abaixo de zero, ele só apresentou um  um projeto em oito meses de mandato. E usou a tribuna pouquíssimas vezes, sem nenhuma repercussão no Congresso Nacional e fora dele.

 

 

Tri-candidata

 

A deputada federal Adriana Accorsi (PT) deve aceitar a orientação do partido em nível nacional, com o aval do presidente Lula, para ser candidata a prefeita de Goiânia. Será a terceira vez que ela disputará o cargo.

 

 

Fora da raia

 

A advogada Ana Paula Rezende (MDB) não vai mesmo entrar na corrida pela prefeitura de Goiânia, segundo pessoas próximas a ela. Essa é a decisão da filha do ex-prefeito Iris Rezende. Pelo menos por enquanto.

 

 

Vai não vai

 

Performando abaixo das expectativas nas primeiras pesquisas sobre a eleição de prefeito de Goiânia, o senador Vanderlan Cardoso (PSD) transmite insegurança em relação a uma terceira candidatura. Teme claramente ser derrotado mais uma vez.

 

Avatar

Este post foi escrito por: Sueli Arantes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta