sábado, 18 de maio de 2024

CD da Filarmônica de Goiás entre os 10 do ranking mundial

 

O CD com as sinfonias nº 11 e nº 12 do compositor Claudio Santoro, produzido pela Orquestra Filarmônica de Goiás (OFG) e lançado em 18 de novembro de 2022, entrou na lista dos mais tocados da gravadora Naxos, uma das principais do mundo na área de música clássica. A obra, sob a regência do maestro Neil Thomson, figura em 7º lugar no ranking de dezembro divulgado pelo selo.

 

“A Orquestra Filarmônica de Goiás foi, por muito tempo, durante gestões anteriores, abandonada e relegada. Desde 2019, trabalhamos com afinco para valorizá-la, com aumento nos investimentos”, afirma o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima, ao ressaltar que a atual gestão revisou salários, melhorou as condições de trabalho e promoveu o reconhecimento dos músicos.

“É mais um reconhecimento que mostra como investimentos, parcerias e valorização dos nossos músicos são capazes de gerar resultados extraordinários, que orgulham a população e projetam o nome de Goiás para o mundo”, celebra o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), Marcio Cesar Pereira. “São sinais de que o governo atual está no caminho certo ao se preocupar com a formação de excelência em todas as áreas. Tenho certeza de que os frutos continuarão a ser colhidos”, completa.

 

O CD com as sinfonias nº 11 e nº 12 do compositor Claudio Santoro faz parte do projeto Brasil em Concerto, resultado de uma parceria entre o Ministério das Relações Exteriores e o Governo de Goiás, por meio da Sedi.

 

Outro trabalho que integra esse projeto é o CD com as sinfonias nº 5 e nº 7, também de Santoro e igualmente regido pelo maestro Neil Thomson. A obra ganhou o Prêmio Concerto de Música Clássica e Ópera, na categoria CD/DVD/Livro, concedido pela Revista Concerto.

 

Foto: Victor Ferreira

Com: Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação – Governo de Goiás

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta