sábado, 18 de maio de 2024

Comigo Ninguém Pode: plantas para a vida

 

Para amenizar o isolamento durante a pandemia, Humberto Marra que cozinha há 32 anos, é geógrafo e jardineiro, encontrou no seu quintal não apenas um prazeroso passatempo, mas o desejo de transformá-lo em um negócio sustentável, fundamentado na agroecologia, permacultura e no associativismo.

 

Nascia a Comigo Ninguém Pode, com o compromisso de contribuir para o bem estar principalmente do morador da cidade, que se distancia cada vez mais da natureza. A proposta é povoar ambientes e espaços diversos através do plantio principalmente de PANCS – plantas alimentares não convencionais – ervas e plantas comestíveis convencionais.

 

Os “matos de comer” são uma saída para a nossa soberania alimentar. Humberto, que sempre morou na cidade de Goiânia, planta desde criança e após três anos de imersão entre cursos e plantio no quintal de casa, ele ensina a transformar seu jardim em área produtiva, implantando hortas e herbários.

 

Vale lembrar que begônias, samambaias, brilhantina, trevos da sorte e outras espécies são apropriadas para o paisagismo e são também comestíveis. “Uma consequência negativa de nos distanciar da comida de nossos avós é que não comemos mais a taioba, o almeirão roxo, o mamão verde cozido com carne de sol e outros. Nossa missão é restabelecer esse contato através inclusive do comércio de mudas e vasos”, diz Marra.

 

Ele destaca também a preocupação com o meio ambiente, por isso escolhe materiais biodegradáveis para as embalagens de plantio, hoje o bambu e o barro. Ele acredita que as agro florestas urbanas e o paisagismo com PANCS das casas e construções colaboram para o retorno de todos à sua essência ancestral, através do contato mais direto com o que se come.

 

Marra questiona: “Quantas pessoas distinguem um pé de mamão de um pé de figo? Nosso convite é para a descoberta de como é prazeroso você plantar sua salada de almeirão roxo com folhas e flores de begônia e vinagrete de brilhantina ou cultivar e colher a ora-pro-nobis para substituir o manjericão na sua receita de pesto. Plante com a gente, para uma cidade mais verde e um alimento mais justo e saudável”.

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

2 comentários em "Comigo Ninguém Pode: plantas para a vida"

Deixe uma resposta