quinta-feira, 18 de julho de 2024

Em cartaz, Individualidades Simultâneas do grupo Renka

 

Uma das mostras mais aguardadas pelo público goiano chega à Vila Cultural Cora Coralina, unidade administrada pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult). Trata-se da exposição Individualidades Simultâneas, a mais recente produção artística do grupo Renka, formado pelos artistas goianos Andre Morbeck, Danilo Itty, Douglas de Castro, Ebert Calaça, Mateus Dutra, Renato Reno, e um convidado especial, o escultor Divino Diesel. A exposição será inaugurada nesta quinta-feira (05/10), às 18h, e a visitação segue aberta até o dia 12 de novembro, de segunda-feira a domingo (inclusive nos feriados), das 9h às 17h, com entrada gratuita.

A mostra instalada na Grande Sala da Vila Cultural, em ambiente climatizado de 860 m², irá abrigar cerca de 100 obras de diversas linguagens, como pintura, desenho, intervenções gráficas e painéis produzidos exclusivamente para a Vila. E também, objetos e esculturas que mostram a heterogeneidade e complexidade da produção dos artistas que atravessam as reflexões da arte e do mundo contemporâneo.

Além da exposição, haverá ainda uma videoarte com a participação de todos os artistas da mostra, feita pelo videoartista Diogo Fleury. Também serão desenvolvidas ações conjuntas com os artistas e escolas que tiverem interesse em visitar a mostra. Essas instituições poderão contar com o suporte dos autores das artes nas visitas guiadas e, assim, ter um contato mais próximo com a obra. O agendamento pode ser feito pelo e-mail: vilacultural.coracoralina@goias.gov.br / ou pelo contato: (62) 3201-9863.

A mostra Individualidades Simultâneas tem curadoria compartilhada entre os próprios artistas. A crítica da mostra é assinada pelo professor e curador da Faculdade de Arte Visuais (FAV), da Universidade Federal de Goiás (UFG), Paulo Duarte-Feitoza, e expografia de Gilmar Camilo, coordenador da Vila Cultural.

“Esta é uma exposição que vem sendo planejada desde o início do ano e que traz obras pertinentes, bem difundidas de um grupo de talentos que influenciaram várias gerações, seja pela temática, pela abordagem cotidiana, ou pelas cores. Esses artistas ocupam um papel muito importante na arte contemporânea produzida em Goiás, até pelo enorme alcance que eles têm com a geração mais jovem, incluindo as crianças”, explica o coordenador do espaço cultural, Gilmar Camilo.

“Ao olhar as obras percebemos que cada uma delas constitui uma individualidade estética singular. São trabalhos que revelam linguagens que se encontram simultaneamente na tradição da pintura mural em diálogo com a ilustração e o design, resultado de experiências com a arte urbana e a cultura popular”, pontua Paulo Duarte-Feitoza, crítico da mostra.

 

Referência
Os artistas que compõem a exposição são todos egressos da Faculdade de Artes Visuais, unidade considerada um celeiro das artes visuais de Goiás. Os jovens trazem currículos e trajetórias expressivas dentro das artes e uma grande popularidade em Goiânia fruto dos trabalhos já realizados e da relação deles com a arte urbana, que busca, além da divulgação, democratizar o acesso à arte contemporânea produzida em Goiás.

Com reconhecimento nacional e internacional, o grupo conta com obras espalhadas por toda a cidade, em galerias e em espaços alternativos. Os trabalhos expostos irão compor um catálogo virtual que será disponibilizado no site do Renka, onde poderão ser comercializados.

“As obras expostas fazem um recorte deste momento de cada um de nós, porque somos um grupo heterogêneo, cada um com sua identidade e carreira, então aqui é uma compilação desse momento particular de cada um. Minha obra é um trabalho de grande formato, com contrastes, com cor, estou trazendo um painel que é uma pintura e desenho em tela, mas que remete também a essa minha trajetória de muralista”, afirma o artista Mateus Dutra.

Conheça os artistas


Andre Morbeck 
é artista visual, desenhista e pintor goiano. Formado em artes visuais e design gráfico pela UFG, atua há 13 anos na produção de ilustrações e pintura de telas e murais. Tem um repertório visual carregado de simbologia, com elementos retratados em formas simples e traços fortes, eleva o figurativo ao abstrato. Já trabalhou com marcas nacionais e internacionais e apresentou seu trabalho em festivais no Brasil e no mundo.

Danilo Itty, artista visual, trabalha há mais de oito anos como ilustrador, designer gráfico e diretor de arte. Ganhou experiência trabalhando para grandes festivais culturais, bandas, casas noturnas e campanhas publicitárias em todo o país. Dedica-se também à ilustração e arte   urbana,  pintando murais e telas como forma de dar mais personalidade ao seu trabalho.

Douglas de Castro (Dojla) é artista e ilustrador contemporâneo nascido e radicado em Goiânia, que pratica pintura, ilustração, escultura e design. Fundou, junto com Renato Reno, o internacionalmente conhecido coletivo de artes e design Bicicleta Sem Freio. Seu trabalho individual explora a linguagem visual que manifesta cores, formas e figurações de forma vibrante e interroga a identidade e sua natureza fluida.


Ebert Calaça 
é artista experiente, egresso do design, iniciou sua incursão pelo mundo das artes há 20 anos e foi no grafite que deu seus primeiros passos, influenciado por vários artistas importantes em destaque na época, como: Os Gêmeos, Vitché, Onesto, Speto e outros que faziam das ruas sua principal plataforma de manifestação artística. A trajetória até as paredes das galerias foi natural e hoje é considerado um dos artistas mais representativos da sua geração.

Mateus Dutra é um artista visual cuja pesquisa se dá através do traço, onde desenho e pintura dialogam, tendo como fio condutor, a gestualidade e a memória do ato de desenhar. Seu trabalho é permeado por referências da cultura gráfica indígena, pelo muralismo contemporâneo brasileiro e pelas formas e influências que as estruturas urbanas proporcionam, propondo assim uma ponte entre o tradicional e contemporâneo.

O artista já divulgou seu trabalho em intervenções urbanas em países como Espanha, Vietnã e Colômbia e participou de exposições coletivas e individuais em Windhoek (Namíbia), São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Goiânia.

Renato Reno, artista e designer brasileiro, nascido e criado em Goiás, com forte prática em design e ilustração. Estudou design na Faculdade de Artes Visuais, da Universidade Federal de Goiás, onde conheceu o companheiro artista Douglas de Castro e fundou o coletivo de ilustração e design Bicicleta Sem Freio. A obra de Renato Reno contempla processos iterativos em design, brincando constantemente com cores, linhas e formas para construir e desconstruir processos figurativos. Seus murais e designs individuais podem ser encontrados em todo o mundo em muitas paredes e colaborações de design de vestuário.

Fotos: Lu Barcelos


Serviço:

Assunto: Exposição Individualidades Simultâneas – Grupo Renka
Abertura: Quinta-feira (05/10), às 18h
Visitação: Até 12/11, de segunda a domingo (inclusive nos feriados), das 9h às 17h
Onde: Vila Cultural Cora Coralina – R. 3, s/n – St. Central, Goiânia (GO)
Agendamento para visita guiada: vilacultural.coracoralina@goias.gov.br ou pelo contato (62) 3201-9863
Com Secult

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta