quinta-feira, 18 de julho de 2024

Festival Interamérica: música e respeito

 

Reúna os amigos e a família e prepare a pipoca! A grande final do X Festival Interamérica de Música está chegando. O evento, que já revelou grandes talentos da música jovem em Goiânia, acontece neste sábado, 29, a partir das 19h, no Teatro Interamérica, na Unidade Bueno (Rua T-30). Os ingressos serão limitados, mas o festival terá transmissão ao vivo pelo canal oficial da Escola Interamérica, no Youtube. Uma estrutura com quatro câmeras e qualidade profissional de imagem e som, mostrará todos os ângulos do espetáculo para ninguém perder nenhum detalhe e torcer pelo candidato preferido.

 

O festival conta com 17 inscritos, entre cantores solo, duplas e bandas, que  foram selecionados em duas categorias. Os primeiros fazem parte da categoria kids, que compreende estudantes do 3º e 4º anos; e o segundo grupo é o da categoria teens, que reúne estudantes do 5º ao 9º ano.  Um experiente júri, formado por convidados da comunidade artística goianiense, vai escolher os vencedores em cada categoria. Além dos prêmios de primeiro, segundo e terceiro lugares, os participantes vão concorrer a prêmios especiais, como melhor voz, melhor músico, melhor performance e menção honrosa.

 

 

Para deixar a noite de sábado ainda mais animada, este ano o show do intervalo terá a apresentação de ex-estudantes premiados em edições anteriores do festival, entre eles, Isabela Fleury, que hoje é professora na escola, e João Vítor Albuquerque Rosa, um dos talentos musicais mais premiados da história do festival.

 

 

Revelando talentos e preparando para a vida

 

Um dos maiores objetivos do Festival Interamérica de Música, além de descobrir seus próprios talentos, é dar aos estudantes a oportunidade de desenvolver habilidades de comunicação com o público. Ao subirem em um palco, eles aprendem a lidar com a timidez e controlar as emoções. De quebra, aprendem ainda a trabalhar de maneira colaborativa com os demais profissionais envolvidos na preparação dos candidatos e do espetáculo.

 

 

O outro ponto levado em consideração é o respeito ao concorrente, habilidades e experiências que serão úteis em vários campos da vida pessoal e profissional dos alunos. “Enquanto atividade pedagógica da escola, o festival acaba tendo o papel de abrir as portas de um mundo novo para alguns estudantes”, afirma o músico e professor André Mols, coordenador do festival. Ele também destaca que a Escola Interamérica é a escola do Brasil que tem a maior quantidade de estudantes que já passaram pelo programa de TV The Voice Kids, da Rede Globo. “Apesar de não ser este o nosso objetivo, o fato mostra a importância e o poder transformador do festival na vida dos nossos alunos”, destaca André.

 

O Festival Interamérica de Música já lançou nomes e lapidou muitos talentos que ficaram conhecidos nacionalmente. Alguns deles já têm carreira na música e seguem pela estrada, como é o caso da ex-aluna e hoje cantora Mariana Fróes. Outros nomes que ganharam destaques no país são Sophia Valenzuela, João Henrique Junqueira, Guilherme Marques e Victor Hugo Mendes Fernandes. Todos tiveram suas carreiras iniciadas no palco do Festival Interamérica de Música. “O festival é um espaço pedagógico e seguro de manifestação artística e constituição de um artista”, conclui André Mols.

 

 

O X Festival Interamérica de Música é um momento de valorização da arte e da música, que é uma das marcas registradas da Escola Interamérica nesses 25 anos de história, cada vez mais rompendo barreiras, humanizando o ensino, preparando crianças e adolescentes para a vida e conectando a sala de aula com o mundo.

 

Com Lila Nascimento

 

SERVIÇO:

ASSUNTO: X Festival Interamérica de Música

DATA: Sábado, 29 de outubro de 2022, a partir das 19 horas

LOCAL: Teatro Interamérica, na Unidade Bueno (Rua T-30)

COMO PARTICIPAR: Transmissão ao vivo pelo canal oficial da Escola Interamérica, no Youtube (https://www.youtube.com/c/escolainteramericago)

 

 

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta