segunda-feira, 17 de junho de 2024

Novos laços entre Brasil e Líbano

 

Amanhã, dia 2 de Agosto de 2023, a Embaixada do Líbano organiza um evento no Congresso Nacional para anunciar o lançamento da Frente Parlamentar Brasil-Líbano, criada na Câmara dos Deputados, e do Grupo Parlamentar Brasil-Líbano, no Senado Federal.

 

A Frente foi criada por iniciativa do deputado Joaquim Passarinho (PL/PA), que assume a sua presidência, e tem o deputado  Zacharias Calil como vice-presidente, recebendo 201 assinaturas de parlamentares de todo o País e das mais diversas orientações políticas, mostrando que as relações entre os dois países superam todas as diferenças. O senador Nelsinho Trad (PSD/MS) assina a criação do Grupo no Senado.

 

 

Tanto a Frente quanto o Grupo Têm como objetivo estreitar ainda mais os laços fraternais entre Brasil e Líbano, com a aprovação de projetos que visem a ampliação das relações bilaterais em todos os campos, tanto comerciais quanto culturais, sociais e políticas.

 

Fonte: Diplomacia Business

Foto Zacharias Kalil: Câmara dos Deputados

 

Muito em comum

 

Renata Abalém — Sonho antigo dos cidadãos brasileiros de ascendência libanesa, que diga-se, passam dos 10 milhões, entre nascidos e naturalizados, a Frente Parlamentar Brasil-Líbano foi constituída no âmbito do Congresso Nacional, com objetivos específicos de promover, estreitar, apoiar e incentivar as relações e projetos que possam ser de interesse das duas nações.

 

Deles, destaco ser um dos mais importantes a desburocratização dos vínculos negociais e donatários entre os dois países tão longínquos e tão próximos, em virtude de tão numerosa colônia em solo brasileiro.

 

Desburocratização necessária pondero, haja vista os laços tão singulares entre os dois povos e a crise econômica e financeira pela qual passa o país dos cedros, agravada pela explosão do Porto de Beirute – que foi a maior explosão não nuclear da história, cuja onda de choque que se espalhou pela capital do Líbano foi equivalente a 1100 toneladas de trinitrotolueno, mais conhecido como TNT. Isso equivale a 1/20 da bomba atômica lançada em Hiroshima, no Japão, em 1945, ou seja, de imensa magnitude.

 

Não ouso deixar de mencionar o desafio tributário das doações dos Líbano-brasileiros para o país de origem, situação que espera-se seja observada com carinho pela nova Frente Parlamentar Brasil-Líbano.

 

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta