segunda-feira, 17 de junho de 2024

O barro, a cor e a poesia de Poteiro

 

Para comemorar o aniversário de 97 anos de nascimento de Antônio Poteiro, será aberta hoje, no Centro Cultural Octo Marques, uma exposição de pinturas e esculturas do mestre, como era chamado. A abertura será na noite desta quarta-feira (26/10) e as peças permanecem na capital até 28 de novembro.

 

A exposição “As matérias vivas de Antônio Poteiro: Barro, Cor e Poesia” tem curadoria de Divino Sobral e produção de Malu da Cunha e foi contemplada pelo Programa Goyazes, por meio de patrocínio da Enel Distribuição Goiás, com valor de R$ 314 mil.

 

O conjunto reúne 53 obras pertencentes ao acervo do Instituto Antônio Poteiro, sendo 39 pinturas e 8 esculturas de autoria do artista. Além disso, estarão expostas 3 esculturas de seu pai, Américo Batista de Souza, e 3 esculturas de seu filho, Américo Batista de Souza Neto. O objetivo é agregar trabalhos das três gerações, oferecendo ao público a oportunidade de ver como a arte de Poteiro é herdeira da tradição presente em sua família.

 

A visitação no espaço é feita de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, com entrada gratuita. Após este período, a mostra segue para o Museu Nacional de Brasília, com abertura no dia 16 de dezembro.

 

O artista

Antônio Batista de Souza nasceu em Portugal e veio para o Brasil com um ano de idade. Com a família, morou em São Paulo e Minas Gerais. Em 1955, mudou-se para Goiás, residindo em Nerópolis, onde ganhou o apelido de Poteiro. Em 1967, fixou residência em Goiânia e, aos 42 anos de idade, passou a criar peças autorais e a assinar sua obra em cerâmica como Antônio Poteiro. A partir de 1972, passou a pintar e seu imaginário transitou da materialidade do barro para o universo vibrante da cor.

 

Curador da mostra, Divino Sobral explica que a substância poética de Antônio Poteiro é ligada à sua própria experiência de vida, e, nesse sentido, sua obra guarda conteúdo autobiográfico, manifesto em assuntos extraídos do seu cotidiano ou da sua memória de homem simples, que viveu próximo ao ambiente rural, à natureza, à cultura e à religiosidade populares.

 

Serviço

Assunto: Exposição “As Matérias Vivas de Antônio Poteiro: Barro, cor e poesia”

Quando: 26/10 a 28/11

Visitação de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h

Onde: Centro Cultural Octo Marques, Rua 4, nº 515, Centro, sobreloja do Edifício Parthenon Center – Goiânia (GO).

Entrada Franca

 

Foto: Paulo Resende

Com Secretaria de Cultura do Estado de Goiás

Tela que ilustra a reportagem: “A Ecologia”

 

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta