quinta-feira, 18 de julho de 2024

O refúgio de Freddie Mercury em NYC

 

Se estivesse vivo, o cantor e compositor Farroukh Bulsara – o genial Freddie Mercury, estaria completando hoje, 5 de setembro, 76 anos. A estrela do grupo Queen morreu em 1991 aos 45 anos. O artista era um apaixonado pela cidade de Nova York.

Tanto, que no final dos anos 70, adquiriu um apartamento na cidade no 43º andar do Edifício Suttons Place – 425 East 58th Street, em estilo Art Deco com uma deslumbrante vista das pontes sobre o East Side River.

 

 

O imóvel foi adquirido por 750 mil dólares da viúva do senador Gray e tinha uma decoração bem ao estilo Mercury: espelhos do chão ao teto, paredes de cetim, mármore de Carrara e pisos de madeira branqueada – estilo clássico com toques generosos de modernidade. Possuía quatro suítes e um lavabo. A sala de jantar era em papel de parede cinza prateado. Quando enjoou das extravagâncias, o músico contratou o renomado design Benjamin Noriega-Ortiz para renová-lo e optou por confortáveis tons de bege.

 

 

Na mesma badalada região, outras celebridades do show bizz também moraram, como Joan Crawford, que ocupava uma townhouse no East 57th, o pedaço mais lindo do Sutton Place. Quando ficou viúva do presidente da Pepsi-Cola ela trabalhou na companhia por vários anos e tinha inclusive um barco que a levava à fábrica, do outro lado do East River. Esse pedaço da Big Apple continua caro, bonito e elegante.

Um ano depois da morte do artista, o apartamento foi vendido por 4,35 milhões de dólares.  O novo proprietário mudou tudo, mas o espaço da sala, onde o cantor passava observando as pontes nas tardes tranqüilas de domingo continua lá. Freddie também teve apartamento na Suíça e antes de morrer se isolou na mansão Garden Lodge, na Inglaterra.

 

 

Avatar

Este post foi escrito por: Carmen Lucia

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

1 comentários em "O refúgio de Freddie Mercury em NYC"

Deixe uma resposta