domingo, 21 de abril de 2024

Puxadinhos de muito charme

A pandemia nocauteou muitos restaurantes estrelados mundo afora. E em Nova York não foi diferente. Quando o Coronavírus mostrou que ia ficar entre nós por boa temporada, os norte-americanos mudaram rapidamente os hábitos e a maneira de comprar – passaram a cozinhar mais em casa e consumir mais comida orgânica.

Daí é claro que as idas aos restaurantes diminuíram consideravelmente. Estamos falando de um terço dos adultos que voltaram a pilotar seus fogões e ainda não retomaram por completo o velho hábito de se reunir em torno das mesas de restaurante para celebrar com a família ou amigos.

E como a lei da oferta e da procura é draconiana, cada um se vira como pode para atrair de volta a sua clientela e conquistar novos frequentadores. Depois de rigoroso inverno, a Big Apple entra na primavera, mas já de olho no verão. Para agradar os que ainda se arrepiam com a proximidade, com medo de contaminação, os restaurantes tradicionais e badalados aderiram ao velho quiosque – sim, o puxadinho na calçada.

Virou uma disputa. Cada um quer ser mais criativo do que o outro. Alguns adotam a estratégia de fazer uma extensão a céu aberto de seu salão de jantar – com a mesma decoração etc. São puxadinhos muito charmosos que podem ajudar a trazer de volta o consumidor. E parece que já está dando certo!

 

O quiosque do Lola Taverna Restaurante (primeira foto)

 

 

E o Balthazar, quem diria… aderiu à moda

 

 

O Novita estendeu o estilo pra calçada

O elegante Indochine também tem seu puxadinho

Avatar

Este post foi escrito por: Carmen Lucia

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta