segunda-feira, 17 de junho de 2024

Só dá ela, a Garota do Leblon

Como jornalista, e em especial na condição de ghostwriter, papel que sempre exerci e, inexplicavelmente, na maioria das vezes, escrevo melhor que quando eu mesma assino, já distribui inúmeros adjetivos a quem nunca os mereceram de fato. Tenho uma lista deles salva no computador para facilitar a vida. Mas hoje vou fixá-los na pessoa certa, que faz aniversário nesse 2 de janeiro, responsável pelas minhas rugas de expressão – é, rir sem medida deixa marcas. Há 40 anos topei com a figura e minha vida ficou bem mais divertida. Já andamos de camburão, de balão, caçamos vampiro e também choramos muito leite derramado. Seu nome é Abalém, Renata Abalém, de quem tenho ciúme torturante. Vê se cola Coleguinha: fascinante, envolvente, generosa, criativa, amorosa, inteligente, apaixonante, agregadora, sonhadora e viajante na maionese – caseira, diga-se. Ah!, faltou o esvoaçante. Abrace o mundo Garota do Leblon, afinal ele já é seu mesmo. Feliz aniversário.

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

2 comentários em "Só dá ela, a Garota do Leblon"

Deixe uma resposta