quinta-feira, 25 de abril de 2024

Uma virada cultural em mais comemorações dos 90 anos de Goiânia

 

Como parte das festividades em comemoração ao aniversário de Goiânia, o governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), preparou uma programação especial e gratuita para o público. No roteiro estão exposições com visitas guiadas na Vila Cultural Cora Coralina, Centro Cultural Octo Marques e Museu da Imagem e do Som, palestras, mesa redonda e edição especial do projeto Café com Pedro aos 90 anos da capital.

No sábado (28/10), às 16h, o museu Pedro Ludovico será palco do projeto “Café com Pedro – Edição Especial 90 anos de Goiânia”. A mesa redonda terá como tema: “Goiânia pelo olhar do centenário Bariani Ortêncio”, e será conduzida por convidados como Hamilton Carneiro, publicitário e criador do programa Frutos da Terra, e Beto Selva, diretor do Instituto Bariani Ortêncio.
No Museu da Imagem e do Som, o público pode conferir a exposição “Luz e Sombra: As Memórias Escondidas nas Esculturas de Goiânia”, uma mostra sobre os monumentos de Goiânia, que está em  cartaz até 15 de janeiro, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h, e entrada gratuita.
Reunindo obras que revelam os encantos mais profundos da história da capital, a exposição traz que tem como intuito provocar o espectador a observar os monumentos do centro da cidade, explorando diferentes visões e interpretações. O objetivo é estimular o olhar cotidiano e o pensamento crítico sobre os monumentos e seus significados e representações. As obras são acervos que remetem as controvérsias e as memórias ocultas dos processos ocorridos na formação social, cultural e material de Goiânia.
Além das atividades, os museus da Imagem e do Som e Pedro Ludovico, e o Arquivo Histórico Estadual dispõem de um rico acervo disponível para visitação e pesquisa gratuita.
Arte e entretenimento
Aos apreciadores da boa arte, tem opções imperdíveis no Centro Cultural Octo Marques, com a exposição “Minha vida está aqui”, de Sáida Cunha, aberta até 5 de novembro,  de segunda a sexta-feira, das 9 às 17, e sábado, domingo e feriado, das 09 às 17h, e entrada gratuita.
 A mostra traz um rico conjunto de 82 trabalhos, sendo 17 obras de autoria da artista, e 22 de outros mestres da pintura contemporânea, dentre eles, Amaury Menezes, Ana Maria Pacheco, Antônio Poteiro, D.J. Oliveira, e Siron Franco.
E na Vila Cultural Cora Coralina, situada bem no centro da cidade, três exposições esperam pelo público. Até dia 3 de novembro, está em cartaz a mostra fotográfica “Instantes – Corpo e Plasticidade”, do artista Jotape, composta por diversas fotografias que retratam a profunda sinergia entre o corpo humano e sua expressão artística.
Também, aberta até o dia 6 de novembro, a exposição “Para aquilo que se tece”, do professor e artista visual Elinaldo Meira, composta por instalações, móveis, objetos, instrumentos e pinturas.
Outro destaque da Vila, sucesso de público, é a exposição “Individualidades Simultânesas”, com trabalhos de sete artistas do Grupo Renka. Ao todo são cerca de 100 obras de diversas linguagens, como pintura, desenho, intervenções gráficas e painéis produzidos exclusivamente para a Vila. E também, objetos e esculturas que mostram a heterogeneidade e complexidade da produção dos artistas que atravessam as reflexões da arte e do mundo contemporâneo. A visitação vai até 12 de novembro.
A Vila Cultural funciona de segunda a domingo, das 9 às 17h, com entrada gratuita.

Com: Secretaria de Estado da Cultura – Governo de Goiás

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta