quinta-feira, 18 de julho de 2024

Vênus em peixes: emoções e desejos

A entrada da Lua Nova em seu domicílio Câncer forma um trígono com Vênus em Peixes, ambos no elemento água, criou uma conexão com o sentir, que o elemento água representa, e um trígono com Marte em Aquário. O resultado é uma convergência entre os três arquétipos que simbolizam o feminino (Vênus), o masculino (Marte) e a vida emocional (Lua), criando o momento ideal para acessar sentimentos, emoções e desejos.

 

A Lua em seu domicílio Câncer representa nosso arquivo emocional, memórias familiares, de infância, experiências amorosas, medos, erros e vitórias que nos transformaram no que somos hoje, mas não necessariamente no que gostaríamos de estar vivenciando. É através da conexão com essas experiências que somos capazes de encontrar respostas, curar dores e feridas que bloqueiam o livre fluir de nossas emoções.

 

Saturno, o deus do tempo da mitologia romana, está em conjunção com Marte, nos lembrando do desejo, aquele que ascende o fogo do coração e nos leva a novas descobertas e conquistas. Ele nos lembra do valor do tempo, que é preciso reavaliar escolhas, caminhos e relacionamentos que não suprem as reais necessidades de amor, afeto e apoio, pedindo mudanças de direção e prioridades para se alcançar o que realmente é confiável, o que traz estrutura e força para buscar o que é verdadeiro e preenche.

 

Em meio a tantas opções, ferramentas e caminhos, é preciso encontrar o lugar, onde e com quem é possível ser de verdade e vulnerável para conseguir respostas e soluções para eliminar bloqueios e inseguranças que impedem a livre manifestação do que precisa ser vivenciado. A liberdade de escolha é inerente à todos nós, mas quanto mais cedo decidimos lidar com questões emocionais guardadas e mal resolvidas, menos tempo perdido e mais tempo de vida com mais significado, prazer, realização e leveza .

 

 

Texto da astróloga Paula Bueno Brandão

@paulabuenob

 

Ilustra: Vênus de Botticelli, https://pixabay.com/

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

Deixe uma resposta