segunda-feira, 17 de junho de 2024

Vou de óculos! Danem-se os meninos do Leblon

 

Não vamos falar de datas não. Minha paixão por óculos nasceu quando descobri que não tinha disciplina suficiente para usar lentes de contato – à época elas não eram permanentes e demandavam um põe e tira chato, utilização de produtos caros etc. Arranhei a córnea duas vezes por não cumprir o ritual à risca. Desisti e resolvi assumir os óculos. E se os meninos do Leblon deixaram de olhar pra mim, problema deles!

Minha tia Dirce Amaral trabalhava na recém inaugurada Só Ótica, do Raimundo Nonato e do César Batista, loja que comecei a frequentar e a formar uma coleção de óculos os mais diferentes possíveis. Passava tardes conversando o César, que viajava muito para comprar modelos de vanguarda – sempre trazia um especialmente para me presentear. Era tanta história que decidimos fazer um jornalzinho bimensal, que circulou por uns cinco anos.

 

 

Naquele ambiente conheci as gêmeas idênticas Tatiana e Juliana, filhas do César e da Sônia, que pareciam ter nascido já entendendo tudo de óculos. Elas sabiam indicar as armações que valorizavam a personalidade de seus clientes – que se apaixonavam de imediato pelas escolhas. De tão boas foram colecionando mais e mais clientes satisfeitos.

Nos últimos anos da Só Ótica, passei a organizar com as gêmeas, pequenos eventos para apresentar os modelos de novas grifes da loja – o sucesso era tanto que as peças nem chegavam a ir para as prateleiras; acabavam em poucas horas. O último lançamento que fizemos foi da marca argentina Absurda – tenho até hoje os dois óculos que Juliana escolheu para mim. Pouco tempo depois, o César se foi e a Só Ótica mudou de mãos. Mas a história não acabaria ali.

 

 

TDCK – O talento de Juliana fez nascer a TDCK (abreviação de Toda Chik). A loja chegou predestinada ao sucesso e inundou o mercado com armações multicoloridas e divertidas – óculos para colecionar e te deixar de cara nova todos os dias. Vários estilos estão contemplados nas coleções, lançadas quatro vezes por ano, antecipando todas as tendências. E, de novo, a história se repete: tudo acaba antes de ser acomodado nos expositores.

 

 

As peças, desenhadas e fabricadas por ela, surpreendem pela ousadia. Em cores vivas e formatos únicos, viraram acessórios indispensáveis para quem não tem intimidade com a mesmice do convencional. São óculos que conferem, a quem os usa, personalidade e estilo únicos. Em cena no momento na TDCK, as coleções Vi VER/2022 e COLOR/2022, com uma incrível cartela de cores. Eu já garanti os meus!

 

Avatar

Este post foi escrito por: Britz Lopes

As opiniões emitidas nos textos dos colaboradores não refletem necessariamente, a opinião da revista eletrônica.

2 comentários em "Vou de óculos! Danem-se os meninos do Leblon"

Deixe uma resposta