domingo, 14 de julho de 2024

Posts publicados por: Hiram Souza

O Brasil e seu eterno Febeapá 

3 de julho de 2024

    Hiram Souza – Febeapá quer dizer Festival de Besteira que Assola o País. O bordão foi criado pelo talentoso jornalista, escritor e poeta Sergio Marcos Rangel Porto, mais conhecido como Stanislaw Ponte Preta, que usava esse codinome para escrachar as mazelas dos governos nos anos 50/60. Bem educado e de boa família, circulava […]

A louca no mundo e a experiência baiana

14 de junho de 2024

  Dia desses, escrevi um artigo observando que deu a louca na corte maior da justiça brasileira. Ledo engano! Deu a louca no mundo. Em um momento da atualidade mundial, no qual Elon Musk taca medo no Ministro Alexandre de Moraes, com suas bisbilhotices “satélicas”, descubro que as Coreias do Sul e do Norte resolveram […]

Entre Pasárgada e o passado

9 de maio de 2024

  Hiram de Souza – Meus amigos e amigas! Nesta fase do Brasil, gostaria de me mudar para Pasárgada, mas lá está o Manoel Bandeira dizendo tudo que eu pretendia fazer por lá; portanto sobra pouco espaço para o que eu que gostaria de fazer se lá estivesse.   Assim, sou obrigado a ir para […]

“Navio não dá cavalo de pau”

23 de abril de 2024

  Hiram Souza — Pode parecer brincadeira, mas o que estamos vendo é o mais claro, autêntico e contundente calote eleitoral. Se o TSE — Tribunal Superior Eleitoral proíbe ou não o calote eleitoral, não sei, mas ele foi instituído na última eleição e ainda nem estou falando da picanha com cerveja gelada. Até aqui, […]

“Doutor, o que é mesmo que eu tenho?”

16 de abril de 2024

  Hiram Souza — Dias atrás postei um artigo abordando a conduta escandalosa da indústria farmacêutica brasileira, que descaradamente pratica a “empurroterapia”, gíria utilizada pelas redes de farmácias para vender remédios. Lá no artigo me comprometi a falar um pouco sobre a forma como a “nova medicina” vem sendo aplicada. Confesso que pensei bastante por […]

Em 1964 eu já era de direita

22 de março de 2024

  Quando a “redentora” explodiu, em março de 1964, eu já estava morando no Rio de Janeiro há uns 5 anos, com planos frustrados, e trabalhando em uma empresa de direita ligada ao governo americano. O “Ponto 4” era um programa dos americanos após a segunda guerra e tinha por objetivo reagrupar aliados, com ações […]

Um olhar para o nada

22 de dezembro de 2023

  Caros leitores, leitoras e a “todes”, como diria Marina Silva, ministra do governo que não sabe a diferença entre negro — raça e preto — cor. O Brasil atual só é um País tido como democrático pelas organizações internacionais de esquerda e pelos partidos da mesma linha ideológica que habitam este espaço geográfico. Para […]

A imprensa brasileira sob nova direção

6 de dezembro de 2023

  Estou estarrecido com ausência de reação da imprensa brasileira ao violento ato de castração que ela sofreu no dia 29 de novembro próximo passado. Naquele dia o Superior Tribunal Federal, mais conhecido como Supremo, aprovou a tese que os veículos de comunicação, rádios, jornais, televisões, as agências de notícias, seus substratos tipo UOl etc […]

O empobrecimento na operação do Direito

29 de novembro de 2023

  Não lembro, nos meus 81 anos de vida, de ter ouvido falar tanto do Supremo como de alguns anos para cá. Desconfio que a TV Justiça causou um estrago na cabeça dos ocupantes daquela Corte. O Superior Tribunal Federal — STF acabou virando Supremo por condescendência da imprensa que adora criar abreviaturas. Mas antes […]

Tsunami no bolso prevista para 2024

13 de novembro de 2023

  A principal razão para a minha certeza de que ano que vem teremos um furacão ou tsunami econômico e financeiro no País é a desesperada sanha arrecadadora do atual governo. Dia desses, aliás, como de hábito, o presidente quase matou o Fernando Haddad, seu ministro da Fazenda, quando de público reconheceu que: “vamos mudar […]